ASL

OPA

A OPA - Oficina Portátil de Artes é um projecto artístico anual concebido pela Sons da Lusofonia com foco no Hip-Hop e produção musical, que traz jovens da periferia ao centro da cidade com o objectivo de potenciar novas formas de cruzamento entre a pedagogia e a criação artística através da música, que posteriormente é apresentado no festival Lisboa Mistura.

Nos últimos anos, a OPA tem trabalhado com centenas de jovens de diversas origens e bairros da Área Metropolitana de Lisboa. Através de formações dirigidas por Francisco Rebelo (Cool Hipnoise / Orelha Negra / Fogo-Fogo), são dadas ferramentas técnicas e artísticas que permitem uma evolução acompanhada e, ao mesmo tempo, um lugar em palcos centrais da cidade, garantindo a formação artística de novos talentos através de um acesso a variadas ferramentas e profissionais que os prepara para uma carreira mais informada.

A OPA teve a sua primeira edição em 2010, estreando-se ao vivo no festival Lisboa Mistura, e desde então passaram pelo projecto artistas que se afirmaram no Hip Hop nacional, como Tristany, Estraca, NOIATT, Vasco Completo, EVAWAVE, Mynda’Guevara ou SXR, criando uma via de abertura de caminhos entre profissionais, poder local, artistas e palcos, unificando oportunidades entre os bairros e o centro da cidade.

Está aberta a Open Call para a edição de 2024 da OPA. Sabe mais aqui.

Ao longo de quatorze anos e co-financiada por entidades como a Direcção-Geral das Artes, Câmara Municipal de Lisboa, EGEAC, etc., a OPA produziu mixtapes, workshops e conteúdos audiovisuais elucidativos sobre o universo musical.

ARTISTAS

Mais vídeos no Canal da ASL